Blog Delta Fiat

Todos os Post
Início Blog Câmbio automático e automatizado: qual a diferença entre eles?

Câmbio automático e automatizado: qual a diferença entre eles?

11 de dezembro de 2020

Afinal, qual a diferença entre câmbio automático e automatizado? A princípio pode até parecer que os sistemas de troca de marchas são iguais, porém, existem algumas diferenças no funcionamento de cada um deles. 

Ambas opções proporcionam ao motorista mais conforto na condução, uma vez que não é necessário se preocupar com a troca de marchas. Porém, o câmbio automático e o automatizado possuem particularidades que podem influenciar em questões como o consumo de combustível e no conforto durante a condução. 

Quer entender melhor como funcionam os sistemas? Tire todas as suas dúvidas sobre o tema no texto a seguir! 

Como funciona o câmbio automático? 

No câmbio automático, como o próprio nome já diz, o acionamento da embreagem e a troca de velocidade ao engatar as marchas são feitas automaticamente, sem a necessidade de intervenção do motorista.

Este sistema conta com engrenagens planetárias que são acionadas por um conversor de torque, este é responsável por transmitir a força do motor às rodas do veículo, através de um sistema hidráulico. 

O conversor de torque, substituto da embreagem dos carros manuais, é o grande responsável por conectar as ações entre motor e câmbio. Neste caso, portanto, a troca de marchas será feita de acordo com critérios do próprio sistema. 

Para o motorista, isso significa viagens mais confortáveis, com troca de marchas suaves e maior liberdade na condução. Além disso, representa também maior segurança, uma vez que o motorista fica mais “livre” para ter mais atenção na estrada. 

Entenda como funciona um carro automático

  • Parking (P): é a posição inicial da manopla do câmbio, ou seja, é quando o veículo encontra-se parado.
  • Reversing (R): é para uso da marcha ré do veículo. Importante: não deve-se acionar essa funcionalidade enquanto o veículo estiver em movimento, com risco de danos à transmissão do carro.
  • Neutral (N): deve ser utilizado enquanto o carro estiver parado e prestes a desligar o motor.
  • Drive (D): quando o carro estiver nesta posição as marchas irão funcionar de forma automática. No momento em que o motorista aciona a manopla na posição e retirar o pé do freio, o veículo automaticamente começará a se mover, o motorista precisará somente controlar a velocidade que deseja.
  • Botões “+” e ”-”: servem para a redução ou aumento da marcha para ultrapassagens e subidas ou descidas.

Como funciona o câmbio automatizado? 

Na transmissão automatizada é utilizado um sistema eletro-hidráulico. Diferentemente do que acontece com o câmbio automático, que utiliza um sistema hidráulico, neste caso é incluído sensores elétricos para fazerem a leitura do motor do veículo. 

Estes sensores são responsáveis por identificar as mudanças de velocidade. Eles enviam sinais para os atuadores hidráulicos que são os grandes responsáveis por acionar a troca de marchas automaticamente. 

Para simplificar o entendimento deste sistema, podemos compará-lo ao câmbio manual, onde o acionamento da embreagem e a troca de marchas é feita pelo motorista. O mesmo acontece com o câmbio automatizado, entretanto, estas funções são desempenhadas de forma automática pelos atuadores hidráulicos. 

É como se tivesse um robô dentro do carro realizando as funções que normalmente são feitas pelo motorista, no caso da transmissão manual. 

Câmbio automatizado de dupla embreagem 

Há ainda a opção de veículos automatizados com dupla embreagem. Neste caso, uma das embreagens irá responder pelas marchas ímpares e a outra pelas pares.

Ou seja, a troca de marchas acontece sem que haja a interrupção da transmissão de força gerada pelo motor, como acontece no câmbio automatizado convencional. 

Além disso, esse sistema possui um conjunto mais compacto, uma vez que a dupla de engrenagem dos grupos de marchas estão localizados em árvores paralelas, diferente do que acontece com os veículos automáticos, onde os pares ficam um atrás do outro, longitudinais.

Principais diferenças entre câmbio automático e câmbio automatizado

Automático

  • Geralmente consome mais combustível
  • Maiores custos de manutenção, uma vez que demanda mão de obra especializada.
  • O conversor de torque substitui a embreagem neste sistema
  • As engrenagens são planetárias
  • As mudanças de marchas são mais suaves

Automatizado

  • É mais barato e econômico.
  • Podem provocar trancos durante a troca de marchas devido à desaceleração que acontece com o acionamento da embreagem. 
  • Embreagens são acionadas por atuadores hidráulicos
  • Engrenagens com dentes helicoidais

Posts relacionados

Tipos de pneus: conheça os principais e saiba qual o mais indicado para seu carro

15 de janeiro de 2021
Você sabe quais são os tipos de pneus disponíveis no mercado? Como escolher o modelo ideal? Descubra no blog!
Leia mais

Fiat Argo: consumo de combustível das atuais versões

08 de janeiro de 2021
No blog vamos abordar um dos diferenciais do Fiat Argo, o consumo de combustível. Descubra qual é a média de...
Leia mais

Strada, Argo e Toro entre os carros mais vendidos em 2020: saiba mais

23 de dezembro de 2020
Os carros mais vendidos em 2020 da Fiat foram: Strada, Argo e Toro. Confira a lista completa no blog!
Leia mais
Ver todos os posts